5 de fevereiro de 2014

O INCONSCIENTE HISTÓRICO ESCRAVOCRATA BRASILEIRO.


  
Você percebeu o quanto o inconsciente é poderoso? Não? Nas definições que li na internet,o que me chamou mais a atenção foi a palavra obscuro.Tudo isso porque acabou de ocorrer um caso bem recente que aconteceu na minha querida "CIDADE MARAVILHOSA", essa que irá sediar a Copa e as Olimpíadas (NUNCA FUI À FAVOR). 
    O caso é o seguinte: um adolescente negro foi amarrado nu, pelo pescoço por cidadãos (justiceiros), que estão revoltados, como eu  pela falta de respeito e segurança, que a polícia vem mantendo, num bairro PONTO TURÍSTICO da "CIDADE MARAVILHOSA". Bem... Muitos desses cidadãos (justiceiros) dizem que o ato de "prender", fora um grito de desespero contra o sistema falho de segurança, de nossa "CIDAAAAADE MARAVILHOSA", pois eles vem aterrorizando há alguns meses, esse bairro "PONTO TURÍSTICO TÃO IMPORTANTE" para a "CIDADE MARAVILHOSA", e não esquecendo, irá sediar a Copa e as Olimpíadas. Muitos concordaram com o ato, defendem, vociferam que: "bandido bom é bandido morto" ("o Haiti é aqui"), dentre outros dizeres, porém eu que sou uma cidadã (não justiceira) revoltada, PRETA e com vergonha desse país, dessa cidade... Na verdade a vergonha que sinto é da religião chamada PODER!
    O poder é a "melhor religião" que um ser humano "de bem" pode seguir, em razão de controlar e dirigir, o que é bom ou mal e de aterrorizar milhões pelo mundo afora. Esse poder "tão brilhante e viciante" foi uma das causas da escravidão no mundo, principalmente do meu querido, retumbante BRASIL, esse estigma de acharmos que somos melhores que os demais, e de colocar o outro sempre de joelhos é o que nos retrocede, pois reconheço que o instinto animal faz parte de nós, porém ouvir e ler, que "bandido bom é bandido morto" me faz pensar que a evolução humana, em  pleno século XXI, não serviu para nada.
    Eu possuo meu instinto animal, porque faz parte de mim, não posso jogar fora, e claro já tive vontade de bater e até matar alguns, porque "meu ego e indignação" precisavam dar um pequeno corretivo, naqueles cidadãos, adolescentes, pobres, pretos, favelados e com cabelos dourados, que estavam dentro do ônibus, que cuspiram em mim, enquanto estava parada no ponto de ônibus, junto com amigo, na Barra da Tijuca, fiquei sem entender, mas depois com calma percebi que eram filhos da escravidão, moradores da Cidade Deus, que como eu,(filha da escravidão) não tiveram tantas oportunidades... Para conseguir a tal famigerada "alforria". Dei graças a DEUS que foi cuspe, e minha raiva passou.
     Sentimentos... Raiva, ódio, amor... São expressos de diversas maneiras, mas o sentimento inconsciente, esse é o único que nos entrega e nem percebemos, ele é mais forte e se apresenta em algumas situações, pelas quais gostaríamos de enfiar nossas cabeças dentro de um buraco, e agora ele tá tão real, que posso sentir esse sentimento velado, mal falado que nomeei, que talvez tenha chegado pelo meu consciente ou inconsciente, não sei... INCONSCIENTE HISTÓRICO ESCRAVOCRATA BRASILEIRO...

Nenhum comentário:

Postar um comentário