14 de dezembro de 2014

Diabo TE AMO.



Desesperador, como não aguento isso? Só quero chorar.
O que vc fez comigo Diabo encantado, lindo e adorado? Nunca senti isso. 
Por que você surgiu assim e deixou sem entender...
Você não devia ter entrado na minha vida!!! Não Diabo, não!
Tô muito apaixonada, enfeitiçada e acabei de ler a frase o PODER DA PACIÊNCIA, por quanto tempo tenho que esperar?!
Demorou tanto! E sofro porque apenas nos demos um selinho, mas a sua mão é a textura mais segura que acorrentou minha alma!
Não pronunciarei mais a palavra inveja, não posso dar tanto valor à ela.
Vou seguir, mas enlouquecidamente querendo, desejando a textura de sua mão, não de suas mãos.
Diabo TE AMO.

12 de dezembro de 2014

To GO and GO!



Quando ouvi pela primeira vez, pensei que garoto chato, que jeito de falar estranho...
O menino falava mês que vem irei viajar... Pensei: ok!
O menino voltou e continuava não fazendo muita diferença pra mim, até que estranhamente as “Safadezas” nos conectou. Passei a prestar atenção e percebi que ele não era chato! AH! Não me esquecendo,  lembrei de alguém me dizendo, quando não gostamos de alguém de cara identificamos alguma coisa no outro que está guardada dentro de nós, ou seja, eu também sou chata e falo estranho...
Estranhamente ele foi conquistando todos e todas, teve uma que disse: “ele é misterioso”, eu até concordei, mas o que me chamou  atenção foi sua tristeza e perceber o quanto ele era triste e mais, a surpresa, como ele consegue conviver bem com sua tristeza? Pode ser uma observação errada minha, mas o que realmente ficou foi sua tristeza.
Teve um outro dia que o moço falou ainda mais e disse: “a Lu sobrou”, imediatamente pediu desculpas. Eu não me importei, achei engraçado, porque eu realmente sobrei, mas preste atenção, talvez eu não sobre mais.
Não fique ruborizado, não sou de nada, eu não ataco e não atacarei, eu só estou escrevendo porque sou gentil... A vida é muito gentil  comigo, e essas palavras vieram e resolvi te entregar.
Lembrete: essa pessoa que escreveu pode estar completamente errada, louca... Quero dizer errada algumas vezes, louca sempre.