14 de agosto de 2015

Eu ainda tenho problema com a palavra poder. Ela traz muita dor.
Não sei  como é possível ressignificá-la, como trazê-la de volta para o convívio diário do meu convívio saudável.
Eu sei que somos escravos dela permanentemente, mas eu preciso trazê-la de volta para o meu convívio.

A verdade é que eu não estou conseguindo reagir. Na verdade não é reagir a palavra correta. Eu estou agindo e  isso está me assustando,  pois não estou conseguindo sentir.
Eu só consegui ver a reação de minha colega, ela sim se assustou, mas eu não. Por isso eu preciso urgentemente, trazer o significado do sentido da vida. Ela se assustou, mostrou que tem sentimentos, e eu, não tenho?
Me perdi? Não me acho mais? O que de fato está acontecendo comigo?
Agora me deu vontade de não ir. Porém eu preciso ir, não que eu seja corajosa, pois não estou agindo com o coração, pois a palavra coragem, não está fazendo parte do meu vocabulário. Eu sei que adoro repeti-la, mas eu não a aciono, mais. Estou no automático da responsabilidade ilusória.
Fui eu que escolhi, eu sei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário