16 de agosto de 2017

Fudemos com tudo!

Quando eu ando nas ruas, eu percebo a tristeza em cada canto. A única coisa que me vem na cabeça é de que a gente errou em algum momento e não dá pra descrever, esse raio que desmoronou o nosso elo. Por mais que estejamos querendo nos conectar, e fazemos esforços, o elo desapareceu e sinto que caminhamos com
certezas pobres
com certezas sem ritmos
com certezas mal criadas...
Tá difícil caminhar com essa naturalidade
tristonha, amarga...
Fudemos com tudo!

15 de julho de 2017

O discurso do opressor entrou em colapso

Basquiat, o teu início abriu portas.
Estamos em Roma. Dançamos 10%, criamos
nossa cidade invisível, choramos à beça, erramos
também! Que loucura!
Basquiat, não queremos pausas, queremos sorrisos e choros. Ah!
A decepção aconteceu e acho que não tem mais volta!
O que a Julia disse, melhor o que minha mãe diz: "cuidado com as palavras".
O discurso do opressor entrou em colapso.

16 de junho de 2017

Descansa essa alma perturbada cheia de tiros inocentes, pra acordar mais leve no submundo construído pelos sorrisos malvados. Vai lá, descansa! Que eu te dou o direito de me beijar. Dancei?Dancei sim e foi com você,meu caro docinho meio amargo. Ação.Ação?Ação!Ahhhhhsão.

9 de maio de 2017

Florescer da raiva

Hoje a raiva floriu assim:

Resistência:  nobres e turvas.
Calafrios dissonantes doem e fazem florescer machucadinhos gritantes.
Tá ouvindo os machucadinhos gritantes? Parecidos com sua cara triste ou não triste?
Como assim você não está entendendo o que eu quero dizer?! É Resistência!
A romântica Resistência...
Que glorifica as margens ilegais do nosso corpo.

08/05/2017

23 de abril de 2017

Bom dia Ogum. Boa tarde Ogum. Boa noite Ogum.


São tantas regras descobertas, que continuamos nas sombras.

Vinícius não pariu.

Rosana não pariu.

Você aqui. 
Não compreendi esse afago ou destrato.
Romances são fáceis.
Você precisa entender que regras são descobertas
nesse infinito cume de penhores mal pagos por ZELADORES
que apertam a mão, querendo te expulsar!
Hummm são tantas regras descobertas que eu pensei em me desesperar, só que a cerca farpada
tinha uma placa que dizia: continua eu vou tá aqui te cercando.
Bom dia Ogum. Boa tarde Ogum. Boa noite Ogum.

2 de março de 2017

baratas maquiadas e disciplinadas

Eu gosto desse inferno descabelado que se tornou nossas vidas.
Expressamos tudo e todos!
Expressamos o respirar angustiado e falamos que nem matracas (não ouvimos ou ouvimos?)
Estamos perto. Sempre nos enganando. Sempre estamos no erro! Aaah eu tô voltando e descobri que o mergulho da perdição faz parte. Essa ficção desbaratada, com antenas de aço... É assim que eu acordo, como uma barata. Lendo a Agenda Cristã, a Bíblia, a Umbanda, O Candomblé, Van Gogh, 1000 Chairs, NONOBJECT, Universo da Cor...
Voltei e gosto desse mundo de baratas maquiadas e disciplinadas.

“chefe é chefe né pai?!”